PORTAL POÉTICO CCF NO SEU IDIOMA

ITAPERUNA, MINHA TERRA

ITAPERUNA, MINHA TERRA
De Itaperuna para Praia Grande

quarta-feira, dezembro 24, 2008

PERDÃO, É O QUE PEÇO A VOCÊ...

O perdão não mora no coração. Se morasse, todos ficariam em PAZ com o seu próximo.
O perdão mora na consciência e como muitos tem a consciência exilada na bunda, ele é muito pouco pedido e menos ainda concedido(CCF 23.12.08 - 20:30Horas)


Pensado a partir de uma reportagem no Jornal Nacional em 23/12/08. Na matéria sobre o ato de pedir perdão, uma senhora pedia perdão ao seu irmão com quem se desentendera no transcurso do ano.

Pessoal:
Se eu pudesse alcançar a Estrela Dalva, pediria perdão a ela tão logo aos pés dela estivesse. Mas faz tempo que o meu céu anda negro e o que eu menos vejo é Estrela. A Dalva então, nem sei mais em que parte do universo se encontra.

"Pouco importa se elos se quebram, a essência deles continuará nos demais existentes(CCF 24.12.08)

segunda-feira, dezembro 22, 2008


Na minha tela
Um Rio que chora!
No meu coração
Uma tristeza que aflora.

Está visão plena e global
Revela olhares suplicantes
Querendo que as águas voltem
A correr como corriam antes.

Tenho desse Muriaé a chorar
A lembrança de um frágil Canoa
E nela um Canoeiro a pescar

Doces lembranças de um lugar sem igual
Itaperuna, minha terra querida
Eu desejo a você e aos meus (Conterrâneos) "UM FELIZ NATAL"

Tento Exprimir neste Soneto o meu sentimento, também em relação as cidades de: Campos, Cardoso Moreira(Que conheci como distrito de Itaperuna), Italva, Miracema(Terra do nosso querido Professor Cezar Cantenhede) , Santo Antonio de Pádua(Onde Estudei interno no Colégio de Pádua por 3 anos), São Fidélis(Terra do esposo da nossa saudosa Professora Graziella Dias Sterque), Muriaé(MG) e Bom Jesus do Norte(ES).
E outras atingidas pelo flagelo das enchentes. Essas Cidades são ligadas histórica e geograficamente a Itaperuna.
Gostaria, para responder a uma pergunta do Poeta e Amigo Anibal Albuquerque, de esclarecer a origem do nome Itaperuna.
Itaperuna vem de Ita (pedra) + tapir (anta) + una(negra): Itatapiruna (pedra da anta negra), que sofreu síncrese, reduzindo-se para Itapiruna (o povo ainda fala assim), e depois ortograficamente alterada para Itaperuna. Antenor Nascente a relaciona com tapera, mas, apesar de sua sapiência, eu fico com a tradição popular que na infância eu ouvia na nossa terra.
Fonte: Professor Francisco Verdan Corrêa Neto.

terça-feira, dezembro 16, 2008

FELIZ NATAL e BOAS FESTAS

Desejo a todos que me incentivam neste meu caminho literário, um FELIZ NATAL e um venturoso ano de 2009.
CCF


PINHEIROS E CRIANÇAS
(Versão para o Natal)
Crianças brincando a vontade
a sombra de um Pinheiro
são retratos verdadeiros
do que é felicidade.

Crianças construindo castelos
espalhando artes pelo chão
trazem á vida sementes
adormecidas no coração.

De alguém que esqueceu
aquele seu belo Pinheiro
que depois de tantos anos
só o tempo envelheceu.

Esse tempo é seu amigo
parceiro dos sonhos seus
volte então a ser criança
e construa!
um mundo novo
a sombra da mão de Deus.

JÁ ESTOU VENDO O NATAL

O Natal está próximo
Eu já o consigo ver
É o Natal da Esperança
Que eu não canso de ter.

Ter uma antiga amizade
Renovada a cada segundo
Aí eu em PAZ com ela
Estarei em PAZ com o mundo.

Papai Noel meu amigo
Estou esperando você
Se você tiver um tempinho
Passe aqui pra me ver.

Papai Noel eu entendo
Escute o que vou lhe dizer
Se não der...
Tudo bem!
FELIZ NATAL PARA TODOS
E um bom ANO NOVO também.

segunda-feira, dezembro 08, 2008

REVENDO UM GRANDE AMIGO

Prezados senhores da TV RECORD
Programa “Domingo Espetacular”

Em relação à matéria de ontem (Domingo 07/12/08) com João Baptista Gelpi, por favor, recebam as minhas considerações abaixo. E obrigado pela matéria ela permitiu-me rever um grande amigo!

“Quem passa pela experiência de um grande amor, está sempre a um passo de cometer um gesto de loucura contra si ou contra outrem.
Aquele que não chega a esse extremo, não o promove por falta de coragem, mas sim, por ironia do destino, que o poupa para lhe impor o pior da paixão, a lembrança!
Paixão é para ser vivida intensamente. Não faze-lo é não existir e quem não existe, não tem do que se lembrar.(CCF) “.


Ao término da reportagem escrevi o texto acima em homenagem ao meu amigo GELPI (Era assim que o chamávamos), que contou ao Domingo Espetacular, como foi a sua trágica história de amor.
Em razão da minha admiração por ele, o reverencio! Tive a honra de conhecer (Chegeui em São Paulo em 1979), conviver (Até 1985), e neste final de domingo emocionar-me lembrando alguns fatos que marcaram o nosso relacionamento.
1) Foi com ele que pela primeira vez andei num carro a mais de 150 Km por hora, pela Castelo Branco e Marginal do Tiete(1981);
2) Foi na casa dele que eu comecei a namorar aquela que se tornou a minha 3ª esposa. Nos casamos tendo ele(Gelpi) como padrinho(Nov-1982);
3) Foi através dele que conheci a culinária Japonesa, Italiana e outras e até por que não dizer a Brasileira na sua essência;
4) Que tempo bom, quando nos restaurante Guanabara, ele comandava as nossas confraternizações. Depois saiamos de lá pela noite paulistana ainda a festejar;
5) Foi pela ação cultural dele que eu conheci Waldemar Henrique, Geraldo Vandré (Para não dizer que não falei das flores...) Inezita Barroso e outros nomes artísticos;
6) Foi também por essa ação cultural que eu pude conhecer várias cidades do Estado de São Paulo viajando com o Coral Bcn e pegar gosto por morar em São Paulo.
7) Foi por sua ação esportiva que eu conheci Eder Jofre e Ralpf Zumbano (Gelpi era apaixonado por Box);
8) Também foi por sua ação esportiva que eu pude participar como atleta, como dirigente e como compositor do hino da 1ª Olimpíada do BCN(1982);
9) Eu, Emilia, Damião, Assis, Calu, Luis Carlos, Macalé e outros, todos amigos de um grande amigo.
10) Foi por muitas outras coisas que quando o vi aparecer na tela, corri até a estante peguei o seu livro e não tive dúvidas em dizer para a minha Esposa e meus filhos Caio e Cássio:
“Esse cara faz parte da minha história de vida!”
Mas isto eles já sabiam...eu só fiz questão de reafirmar.

segunda-feira, dezembro 01, 2008

HÁ, AMIGOS E "AMIGOS"

"Prefiro meu filho vencedor e cercado de inimigos do que vê-lo fracassado e rodeado de "AMIGOS".

Criei a sentença acima, ouvindo uma conversa entre duas mães. Uma delas, relatava suas angustias em razão das amizades do filho. Todas em condições de leva-lo para um mau caminho (CCF 30/11/08).

Biografia

Celso Corrêa de Freitas
56 anos.
Poeta, Escritor e Articulista.
Nascido em Itaperuna-RJ, aos 26 de Agosto de 1954.
Atual Presidente (O sexto) da Casa do Poeta Brasileiro de Praia Grande-SP e da Confraria de Artistas e Poetas pela Paz - CAPPAZ Seccional de Praia Grande-SP.
Coordenador da Cappaz para a Costa de Mata Atlântica(Baixada Santista).
Colaborador ativo nos jornais e demais meios de comunicação (Blogs e Sites). Participante, prefaciante e Organizador de Antologias e livros solos.
Contato: Celso.correadefreitas@gmail.com-casadopoetabrdepraiagrande@gmail.com-ccfcappaz@globomail.com
Sites: www.portalpoeticoccf.blogspot.com-www.casadopoetapg.com.br-www.cappaz.com.br